Tuesday, August 14, 2007

Tem dias...

Ou melhor...

Tem situações na minha vida, que me fazem querer ser uma gostosona BUUURAAAAA que nem se toca do que acontece ao seu redor.

QUEM ME DERA!!!

Assim eu não veria a cara de pau de uma vendedora que estava trabalhando para concorrência ao mesmo tempo que trabalhava para a empresa que eu trabalho E (cereja do BOLOOO), que NÃO foi demitida por JUSTA CAUSA, voltar aqui como se nada tivesse acontecido! Meu Deus!!! Como eu queria ser burra, não saber de nada, não perceber as falcatruas, não me tocar, que gente ruim senta do seu lado como se nada acontecesse, e finge que te adora...

Tudo bem, eu não tenho mais 9 anos, e eu sei que gente ruim existe. Sim eu sei disso já tem um tempo. Quando foi o meu primeiro encontro com o "mal"? Não me lembro muito bem quantos anos eu tinha, mas devia ter uns 8/9, morava num condomínio da Barra da Tijuca (falaremos sobre a minha patricisse, e nariz empinado em outro Post). Um dia, durante uma das muitas gincanas/olimpíadas do condomínio, acabou a luz e eu estava num grande salão com a minha mãe, esperando o meu pai sair de um jogo de basquete. Quando os "filhos de papai" pegaram as suas zarabatanas (é assim que se escreve?) e começaram a atirar para todos os lados. Eu, como boa revoltada que sempre fui, comecei a gritar, xingar, chamar a segurança. Claro!!! Eles detestaram isso, o que fizeram? Claro! Virei alvo para as suas zarabatanas.

Me lembro quando a luz voltou, eu pensando e perguntando para a minha mãe: "Como é que as pessoas fazem isso umas com as outras?"

Assustador pensar que eu já pensava TUDO isso com tão pouca idade. Não é a toa que eu faço análise desde os 15, ?

Como é o lance do bem x mal hoje em dia na minha vida?

Nossa! É bem nítido isso para mim.

Claro que existem coisas que eu não considero boas ou más, nem certas ou erradas. É aquele lance de cada um com seu cada um. Mas tem coisas...

Tipo o lance da vendedora cara de pau, ou daquela pessoa, que não sabe escrever Deuz (sim essa pessoa escreveu Deus com "Z"), que todo mundo sabe, vende informação para concorrência, mas ninguém faz nada... Estou num momento muito CANSADA! Cansada de (mesmo indiretamente) fazer parte disso! Sei que preciso pagar as minhas contas, e olha, COMO PRECISO. Mas não to afim de vender a minha alma para o Diabo para fazer isso. Quais são meus planos? Correr atrás do que eu quero, do que eu mereço!

Sim eu sei o que eu mereço, ou melhor, eu sei algumas coisas que mereço nessa vida, e uma carreira que me faça feliz é uma delas...

Só para ficar bem claro... Não sou melhor do que ninguém, nem sou santa! Longe disso. Só acredito que tudo que eu planto eu vou colher, por isso, não quero plantar NADA que possa vir a prejudicar alguém.

1 comment:

Fábio Facioni said...

Tranquila minha Rainha!